A Frente Popular em marcha

A Frente Popular em marcha

  • 1934, Montrouge, Frente Popular.

    KERTESZ André (1894 - 1985)

  • Apoiadores da Frente Popular.

    KERTESZ André (1894 - 1985)

  • Frente Popular.

    KERTESZ André (1894 - 1985)

Fechar

Título: 1934, Montrouge, Popular Front.

Autor: KERTESZ André (1894 - 1985)

Data de criação : 1934

Data mostrada: 1934

Dimensões: Altura 0 - Largura 0

Técnica e outras indicações: fotografia

Local de armazenamento: Site Jeu de Paume

Copyright do contato: © Jeu de Paume / Foto André Kertész

Referência da imagem: KRT 1004ZZ6

1934, Montrouge, Frente Popular.

© Jeu de Paume / Foto André Kertész

Fechar

Título: Apoiadores da Frente Popular.

Autor: KERTESZ André (1894 - 1985)

Data de criação : 1934

Data mostrada: 1934

Dimensões: Altura 0 - Largura 0

Técnica e outras indicações: fotografia

Local de armazenamento: Site Jeu de Paume

Copyright do contato: © Jeu de Paume / Foto André Kertész site

Referência da imagem: KRT 997ZZ3

Apoiadores da Frente Popular.

© Jeu de Paume / Foto André Kertész

Fechar

Título: Frente Popular.

Autor: KERTESZ André (1894 - 1985)

Data de criação : 1934

Data mostrada: 1934

Dimensões: Altura 0 - Largura 0

Técnica e outras indicações: fotografia

Local de armazenamento: Site Jeu de Paume

Copyright do contato: © Jeu de Paume / Foto André Kertész site

Referência da imagem: KRT 997ZZ5

© Jeu de Paume / Foto André Kertész

Data de publicação: março de 2016

Vídeo

A Frente Popular em marcha

Vídeo

Contexto histórico

Da violência aberta ao confronto simbólico

Em fevereiro de 1934, Paris voltou à violência nas ruas que se acreditava ter desaparecido. Durante várias semanas, o espaço público se torna o terreno para possíveis confrontos entre a direita extraparlamentar e os antifascistas.

No entanto, a violência vai aos poucos dando lugar a confrontos e manifestações simbólicas onde todos tentam mostrar sua força para não ter que usá-la. Ela encontra sua expressão mais forte na poderosa manifestação de 14 de julho de 1935 convocada por convocação dos três partidos constituintes da Frente Popular, a CGT e a CGTU e dezenas de associações.

Análise de imagem

"Os punhos levantados do proletariado"

André Kertész, nascido em Budapeste em 1894, é parisiense desde 1925. É um dos principais colaboradores da Visto, uma revista criada por Lucien Vogel no modelo das revistas fotográficas alemãs de Weimar e realizada para a primeira mídia fotográfica moderna. Como tal, “cobre” algumas das manifestações que pontuam e estruturam a contra-ofensiva aos acontecimentos de 6 de fevereiro.

Nessas fotografias, os manifestantes, tirados de um ângulo baixo, testemunham essa diversidade que distingue as manifestações da Frente Popular das de seus adversários, onde a separação dos sexos é rigorosa. A maioria das mulheres usa chapéu, mas as mais novas ficam "de cabelo", sinal de emancipação que os opositores da Frente Popular consideram a própria expressão da devassidão.

Todos levantam os punhos, emprestando posturas importadas e aclimatadas na França no final de 1933, início de 1934 pelos refugiados antifascistas alemães. Aqui, a teatralidade é assumida: vários manifestantes olham para as lentes e obviamente estão cientes do olhar sobre elas.

Em uma das fotos, o movimento dos lábios sugere que todos estão cantando (ou gritando) a mesma coisa. Os símbolos exibidos não chamam a atenção do fotógrafo. Pelo menos podemos ver as laterais de uma bandeira vermelha, um pedaço de um estandarte e uma parte de um estandarte (frequente nas procissões francesas). Ou um gorro frígio e uma estrela vermelha, que remetem ao simbolismo republicano e de classe em processo de incorporação para dar forma à cultura da Frente Popular. Um distintivo espetacular, finalmente, usado por uma das mulheres. A presença furtiva desses símbolos torna incerta a identificação da manifestação.

Essas fotos são comumente datadas de 1934. No entanto, é altamente provável que se relacionem com o comício organizado na manhã de 14 de julho de 1935 no estádio Buffalo em Montrouge: as roupas são de verão e os manifestantes, dispostos em três e rigorosamente ordenados em filas. e nas colunas, aparecem sincronizados. Essa forma de desfile é extremamente rara quando se trata de manifestações da Frente Popular, na medida em que se diferencia das ordenações geométricas desejadas pela direita extraparlamentar. Por outro lado, é necessário no estádio Buffalo, onde os delegados se revezam desfilando na frente de seus pares em um praticável que possibilita o mergulho baixo. Esta perspectiva também explica porque o fio elétrico pouco esticado é perceptível na imagem.

Interpretação

Uma nova imagem do evento

Alguns fotógrafos, incluindo Kertész, percebem as mudanças então em ação nas manifestações de rua. No entanto, eles dão uma contribuição poderosa para a geração de novas imagens, imaginando representá-las de uma nova forma e participar da afirmação de novas representações da multidão. É menos para eles significar o número (por mergulho, em particular) ou a mensagem (pelas faixas) do que focar em indivíduos cujos sentimentos e às vezes sua vida privada são legíveis na imagem.

Se Kertész prefere mulheres aqui, alguns insistem na presença de crianças. Surge assim a imagem de uma força silenciosa marchando em direção a um futuro a que as diagonais que estruturam as duas fotografias dão a força do ímã.

  • 14 de julho
  • Frente Popular
  • demonstrações
  • fotografia
  • socialismo

Bibliografia

Philippe BURRIN, "Punhos erguidos e braços estendidos, o contágio dos símbolos nos dias do Front-populaire", Século vinte, no 11, julho-setembro de 1986, p. 5-20.

André KERTÉSZ, Sessenta anos de fotografia, Paris, Éditions du Chêne, 1972, reed. 1978.

Sandrine LACHAUMETTE, "Missas, multidão, pessoas na imprensa ilustrada francesa, 1933-1937", no Noelle GEROME, Arquivos sensíveis, ENS de Cachan Publishing, 1995.

Danielle TARTAKOWSKY, Manifestações de rua na França, 1918-1968, Paris, Publicações da Sorbonne, 1997.

COLETIVO, André Kertész, catálogo da exposição itinerante do Centre national d'art et de culture Georges-Pompidou, Paris, "Contrejour", Centre national d'art et de culture Georges-Pompidou, 1977.

Para citar este artigo

Danielle TARTAKOWSKY, "The Popular Front on the Move"


Vídeo: Inicio del gobierno del Frente Popular francés 1936